Plantão Eletrônico: mais de dez mil cidadãos atendidos nestes primeiros seis meses

Pioneira no País, delegacia virtual do governo paulista facilita registro de ocorrências e recebe prêmio em informática pública

ter, 11/07/2000 - 17h09 | Do Portal do Governo


Pioneira no País, delegacia virtual do governo paulista facilita registro de ocorrências e recebe prêmio em informática pública

Seis meses após a implantação, o Plantão Eletrônico da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo recebeu 10.634 pedidos de registro de ocorrências no período compreendido entre os dias 13 de janeiro e às 15 horas desta terça-feira, dia 11 de julho.
Desse número total de pedidos de registros, 8.679 (82%) correspondem a furto e extravio de documentos, 1.831 (17%) furto de automóveis, 110 (1%) desaparecimento de pessoas e 24 casos de encontros de pessoas desaparecidas. Os pedidos geraram 8.593 boletins eletrônicos de ocorrência. Os demais 2.040 foram recusados por não atender aos requisitos, como ligação feita por celular ou ocorrência ainda não coberta pelo Plantão Eletrônico.
O reconhecimento pelos serviços prestados por mais este canal de comunicação entre a Polícia paulista e a população veio durante recente realização do VI Congresso de Informática Pública. Concorrendo com outros 57 inscritos de todo o País, o Plantão Eletrônico recebeu o prêmio ‘Excelência em Informática Pública’, em sua terceira edição. O prêmio procura identificar e divulgar iniciativas de modernização da administração pública com a utilização de recursos de informática.
O mesmo reconhecimento é manifestado por centenas de usuários, que enviam e-mails à Secretaria da Segurança Pública, agradecendo a presteza do serviço. ‘Nosso País está mudando! Sensacional a facilidade com que resolvi um daqueles problemas que parecem enormes, como perder uma carteira de identidade e ter que fazer boletim de ocorrência! Sem sair de casa, resolvi o problema em 30 minutos’, agradece Mauro Dias, de São José do Rio Preto. ‘Essas coisas dão um imenso orgulho a nós cidadãos. Me senti muito bem atendida’, escreve a psicóloga Carla Zeglio, da Capital, que comunicou extravio de talão de cheque e conseguiu recuperar em pouco tempo.
Há casos interessantes, como a da arquiteta Marília Serra da Fonseca, que teve seu carro furtado no último dia 19 de maio. Ela registrou a ocorrência e quatro dias depois, a Polícia conseguiu recuperar o veículo. No mesmo dia, teve seu carro furtado novamente. Fez novo registro e obteve o carro de volta pouco depois. ‘A ação da Polícia foi rápida e eficiente’, diz a arquiteta, sugerindo a ampliação de novos tipos de ocorrência para facilitar ainda mais o atendimento ao cidadão.
Para o secretário da Segurança Pública, Marco Vinicio Petrelluzzi, a implantação do Plantão Eletrônico representou um grande avanço. ‘Trata-se de uma delegacia virtual, onde nós podemos realizar serviços próprios de um distrito sem que os interessados precisem sair de casa para registrar uma ocorrência’.
De acordo com Petrelluzzi, o desafio agora é continuar aperfeiçoando e melhorando ainda mais o serviço. ‘O próximo passo é expandir para o interior do Estado o registro de furto de veículos, hoje disponível na Capital e Região Metropolitana. Em seguida, a meta é colocar novos tipos de ocorrência e, também, um disque-denúncia no qual o denunciante vai poder acompanhar, via Internet, em qual estágio se encontra o processo. Ele acredita que num futuro próximo 40% das ocorrências sejam feitas pela Internet.
O acesso aos serviços pode ser feito pelo endereço eletrônico www.seguranca.sp.szjieerxi.com. O usuário pode registrar o extravio de documentos, furto de veículos ou informar ocorrência de desaparecimento de pessoas. Após preencher o formulário, ele é contactado por um policial civil para a confirmação dos dados, num prazo de 30 minutos. Por e-mail o usuário recebe ainda a cópia do boletim de ocorrência.
Esse programa, pioneiro em todo o País, contém um banco de dados de veículos furtados já localizados pela polícia, endereços de delegacias e links para busca de pessoas desaparecidas, com fotos, além de criminosos procurados pela polícia.